Principal

Estado vai criar a Rede de Gestores de Recursos Humanos

A Rede de Gestores de Recursos Humanos do Estado do Rio de Janeiro será formalizada em breve, através de um decreto do governador Sérgio Cabral, com a oferta da capacitação necessária para os técnicos que atuam nesta área em todos os órgãos do governo. A informação foi dada nesta terça-feira, 29 de outubro, pelo secretário de Estado de Planejamento e Gestão, Sérgio Ruy Barbosa, durante a abertura do 7º Encontro de Gestores de Recursos Humanos do Governo do Estado do Rio de Janeiro (7º RH-RJ 2013), no auditório da Procuradoria Geral do Estado.

O 7º RH-RJ é uma iniciativa da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) e está sendo realizado hoje e amanhã, com a participação de 280 profissionais de Recursos Humanos, representando todos os órgãos do governo. Este ano, o tema do encontro é “Gestão de Pessoas: Indicadores, Métricas e Resultados”. Além de Sérgio Ruy, também participaram da abertura do evento o subsecretário de Administração de Pessoal, Edson Teramatsu, e o subsecretário de Carreiras, Remuneração e Desenvolvimento de Pessoas, Paulo César Medeiros.

Sérgio Ruy Barbosa destacou a criação das redes de gestores das cinco áreas onde a Seplag atua (Recursos Humanos, Orçamento, Planejamento, Logística e Patrimônio Imobiliário), como um modelo de gestão para que os técnicos dessas diferentes áreas, sob a coordenação da Seplag, venham a desempenhar as suas funções com mais produtividade e integração.

O secretário lembrou que “o pioneirismo de articulação de uma rede de profissionais é deste encontro anual de gestores de Recursos Humanos, que começou em 2007”. Ele explicou que “o objetivo é institucionalizar esse modelo de gestão”. Disse ainda que a área de RH se desenvolveu bastante nos últimos anos. Ele deu como exemplos o número expressivo de servidores sendo avaliados por desempenho, a automação do processamento da folha de pagamento e a aprovação de leis sobre dezenas de planos de carreiras.

O subsecretário Paulo César Medeiros destacou o tema do encontro. Segundo ele, “existe uma maneira de construirmos uma métrica para medir os resultados na área de Recursos Humanos e este encontro servirá para discutirmos o assunto”. Ele lembrou que não será a Seplag que vai definir essa métrica, que precisará ser construída com a participação de muitas pessoas, “porque o fazer laboral de um órgão é completamente diferente do outro”.

Paulo César afirmou que “a métrica não foi feita para punir, mas sim para possibilitar melhorias”, e que a intenção da Seplag com o encontro é despertar essa preocupação dos técnicos de RH e tentar construir algum tipo de métrica que trate da gestão de pessoas. Ele destacou também a importância da formação da Rede de Gestores de RH. Para o subsecretário, “a força da Rede de Gestores de Recursos Humanos estará na força de cada um dos gestores”.


Fonte: SEPLAG