Faetec cria aplicativo para controle de fornecimento de merenda nas escolas técnicas estaduais

 

Buscando meios para evitar falhas no abastecimento de merenda, a Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec) cria aplicativo para controlar a entrada e saída de alimentos nas unidades. A ferramenta tem como foco monitorar o processo de fornecimento de insumos, reduzindo, assim, que situações registradas em escolas técnicas no início do ano letivo não aconteçam novamente.

O aplicativo foi criado pela Subsecretaria de Políticas Públicas, da Secretaria de Ciência, tecnologia e Inovação, ao qual a Faetec está vinculada, e conta com apoio da Divisão de Alimentação Escolar. Agora, será possível verificar o tipo de alimento (hortifrúti, frutas, carnes, peixes, estocáveis, sobremesas, biscoitos, bebidas, frios) que chegam às unidades e o quantitativo disponível de cada um, além do cardápio do dia.

Para o Superintende de Políticas Públicas, Leandro David Lima, são diversos os benefícios do novo canal de informação: é uma ferramenta de gestão que traz a diretriz tecnológica inovadora, que é o princípio fundamental da pasta; traz mais eficiência ecológica para instituição, com a redução de relatórios emitidos diariamente em papel; e traz o melhor monitoramento dos insumos nas despensas das escolas.

– As informações alimentadas no aplicativo resultarão em um relatório que visa controlar a merenda na escola. A ideia é fazer o caminho inteiro percorrido pelo alimento: desde o pedido de insumos feito na sede, passando pelo o acompanhamento de entrega dos produtos pelas empresas fornecedoras, até o seu armazenamento na despensa e a sua saída da unidade. O registro de todos os mantimentos e do fluxo do trabalho vai melhorar o serviço desenvolvido pela administração – explica Lima

O aplicativo está em funcionamento há 20 dias e já atende a seis unidades. Em breve, todas as escolas com cozinha e que recebem alimentos estarão inseridas no projeto. A ideia ainda mais ambiciosa é que, futuramente, a ferramenta também possa auxiliar a rotina alimentar das escolas com o controle balanceado das refeições. Além disso, será possível evitar desperdício na produção de merenda.

– É preciso melhorar a sistematização de alguns processos da Faetec e nos antecipar aos problemas. Essa foi uma solução simples e barata que atenderá a uma das demandas desta gestão, que é o acesso a informações detalhadas. Com essa ferramenta, estaremos munidos de dados fornecidos por profissionais que estarão nas pontas, e poderemos evitar os riscos de falta de merenda por diversas variáveis – sublinha o presidente da Fundação, Romulo Massacesi.

O aplicativo foi desenvolvido em plataforma cross, sem qualquer custo, e oferece uma interface limpa. O acesso será restrito a funcionários responsáveis pelo controle de insumo nas unidades escolares

Buscando meios para evitar falhas no abastecimento de merenda, a Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec) cria aplicativo para controlar a entrada e saída de alimentos nas unidades. A ferramenta tem como foco monitorar o processo de fornecimento de insumos, reduzindo, assim, que situações registradas em escolas técnicas no início do ano letivo não aconteçam novamente.

 

O aplicativo foi criado pela Subsecretaria de Políticas Públicas, da Secretaria de Ciência, tecnologia e Inovação, ao qual a Faetec está vinculada, e conta com apoio da Divisão de Alimentação Escolar. Agora, será possível verificar o tipo de alimento (hortifrúti, frutas, carnes, peixes, estocáveis, sobremesas, biscoitos, bebidas, frios) que chegam às unidades e o quantitativo disponível de cada um, além do cardápio do dia.

 

Para o Superintende de Políticas Públicas, Leandro David Lima, são diversos os benefícios do novo canal de informação: é uma ferramenta de gestão que traz a diretriz tecnológica inovadora, que é o princípio fundamental da pasta; traz mais eficiência ecológica para instituição, com a redução de relatórios emitidos diariamente em papel; e traz o melhor monitoramento dos insumos nas despensas das escolas.

 

– As informações alimentadas no aplicativo resultarão em um relatório que visa controlar a merenda na escola. A ideia é fazer o caminho inteiro percorrido pelo alimento: desde o pedido de insumos feito na sede, passando pelo o acompanhamento de entrega dos produtos pelas empresas fornecedoras, até o seu armazenamento na despensa e a sua saída da unidade. O registro de todos os mantimentos e do fluxo do trabalho vai melhorar o serviço desenvolvido pela administração – explica Lima

 

O aplicativo está em funcionamento há 15 dias e já atende a seis unidades. Em breve, todas as escolas com cozinha e que recebem alimentos estarão inseridas no projeto. A ideia ainda mais ambiciosa é que, futuramente, a ferramenta também possa auxiliar a rotina alimentar das escolas com o controle balanceado das refeições. Além disso, será possível evitar desperdício na produção de merenda.

 

– É preciso melhorar a sistematização de alguns processos da Faetec e nos antecipar aos problemas. Essa foi uma solução simples e barata que atenderá a uma das demandas desta gestão, que é o acesso a informações detalhadas. Com essa ferramenta, estaremos munidos de dados fornecidos por profissionais que estarão nas pontas, e poderemos evitar os riscos de falta de merenda por diversas variáveis – sublinha o presidente da Fundação, Romulo Massacesi.

 

O aplicativo foi desenvolvido em plataforma cross, sem qualquer custo, e oferece uma interface limpa. O acesso será restrito a funcionários responsáveis pelo controle de insumo nas unidades escolares.